9 de abr. de 2021

Apresentação de 'Meus olhos verdes'

Por Rogers Silva

Concebida entre janeiro e setembro de 2002 (há dezenove anos...), “Meus olhos verdes” é uma das primeiras narrativas que escrevi na vida. Primeiramente publicada no livro Manicômio (2012), ela foi revisada e será publicada no e-book Quando tudo era ruína, amor.

“Meus olhos verdes” é a história de um amor traído. É um folhetim romântico (desde sua concepção). No entanto, nas entrelinhas há uma outra história - demasiadamente humana. Como disse Ney César sobre ela:

O leitor às vezes tem pensamentos outros, que o levam a sentir de uma obra aquilo que o autor nem sonhou. E não é o leitor que está errado. Acontece apenas a junção entre os caminhos reais e objetivos do texto e os caminhos subjetivos do leitor. E esses caminhos reais às vezes diferem dos caminhos subjetivos do próprio autor.

Meus olhos verdes será publicado em capítulos durante os meses de abril e maio. Ficarei muuuuito feliz se acompanhá-lo. 

Se gostar, comente e compartilhe.

Abraços & Beijos.

3 comentários:

Parreira disse...

Tá bom, mas quando é que começa, pô!?

Rogers Silva disse...

porra, parreira, faz pergunta difícil não!
:D

Fernanda Schimanski disse...

Bem, eu li todos os capítulos publicados até o presente momento, sem intervalos. E como tu mesmo disseste Rogers, o texto é realista, pois o leitor consegue se visualizar um pouco de si nos personagens. Eu me vejo um tanto Geisel nos detalhes, porém sem olhos verdes! Já a ingenuidade pra mim, vem da naturalidade na sequência dos acontecimentos. Aquele não esperado, meio que deixado de lado que vem e nos arrebata os sentidos, um sentimento que nos pega que calças curtas literalmente - os melhores. No mais, ansiosa pra ler os próximos capítulos!