2 de jun. de 2010

Amanhã, entrevista com Italo Moriconi

.
? Nos anos 70, ao lado de Cacaso, Chacal e Ana Cristina Cesar, você era considerado “marginal”. Como você lida agora com o fato de ser considerado celebridade, por conta das antologias que organizou?

? Quais os escritores – merecedores – ficaram de fora das suas antologias?

? Faz tempo li no site da Veja uma matéria sobre você e as antologias Os cem melhores. O título era Intelectual, mas pop. Logo no início tinha uma foto sua. A legenda da foto era: “Moriconi, no local onde faz musculação: ‘Só entra o que eu gosto’”. O que você acha/achou do fato de terem colocado em destaque uma frase com um duplo sentido evidente? Ao dizê-la, você teve intenção de fazer um trocadilho ou o mérito foi todo do jornalista Marcelo Marthe?

? Os contos de Guimarães Rosa não foram incluídos na antologia por questões de direitos autorais. O que isso representou para a antologia e para você pessoalmente?

? Como você analisa a arte contemporânea? Está ela sob um signo de crise mais veemente do que em outras épocas?

? Fernando Bonassi, André Sant’Anna, Bernardo Carvalho, Luis Fernando Veríssimo – todos eles possuem contos na coletânea organizada por você. Acha mesmo que esses são os grandes autores contemporâneos da literatura brasileira?

Amanhã, aqui >>> Os colunistas d'O BULE entrevistam Italo Moriconi, que responderá essas e outras perguntas impertinentes. Ou não.

Nenhum comentário: