2 de mar. de 2010

Amanhã, entrevista com o escritor Moacir C. Lopes


? A ressurreição de Conselheiro era esperada pelos conselheiristas, mas quando a ela se refere o senhor sugere que a realidade que levou à rebelião de Canudos continua viva em nosso país. Por quê?
.
? O senhor acompanha a produção dos novos autores ou se mantém distante do frenesi da cena literária contemporânea?
.
? O senhor conviveu com diversos autores importantes do século XX, como Jorge Amado, Câmara Cascudo e Campos de Carvalho. Qual ou quais autores destacaria no painel da literatura contemporânea?
.
? Quem é o leitor Moacir C. Lopes? O que lê e indica?
.
? Cinco décadas de fazer literário; como o senhor vê os caminhos e os percalços de um escritor em nosso país?
.
? A literatura no Brasil vale mesmo a pena? Em algum momento já pensou em desistir de ser escritor? Que dicas o senhor dá aos escritores iniciantes a fim de se frustrarem menos com essa tão desprezada arte pela população brasileira?
.
? Profissionalizar-se é necessário para um escritor? Para o senhor, este é um fator determinante para o sucesso de um escritor em detrimento do outro, que encara a literatura (em seu sentido amplo) com mais amadorismo?
.
.

Amanhã, aqui >>> Os colunistas d'O BULE entrevistam Moacir C. Lopes, que responderá essas e outras perguntas cabeludas, ou não.
.

Nenhum comentário: